Textos para Leitura 1 e 2

A primeira radiografia.
A primeira radiografia.

Textos para leitura 1 - A descoberta do Raio X


 "No fim da tarde de 8 de novembro de 1895, quando todos haviam encerrado a jornada de trabalho, o físico alemão Wilhelm Conrad Roentgen (1845-1923) continuava no seu pequeno laboratório, sob os olhares atentos do seu servente. Enquanto Roentgen, naquela sala escura, se ocupava com a observação da condução de eletricidade através de um tubo de Crookes, o servente, em alto estado de excitação, chamou-lhe a atenção: "Professor, olhe a tela!".

Nas proximidades do tubo de vácuo havia uma tela coberta com platinocianeto de bário, sobre a qual projetava-se uma inesperada luminosidade, resultante da fluorescência do material. Roentgen girou a tela, de modo que a face sem o material fluorescente ficasse de frente para o tubo de Crookes; ainda assim ele observou a fluorescência. Foi então que resolveu colocar sua mão na frente do tubo, vendo seus ossos projetados na tela. Roentgen observava, pela primeira vez, aquilo que passou a ser denominado raios X...”

Leia mais:

Fonte: http://www.if.ufrgs.br/tex/fis142/fismod/mod06/m_s01.html

 

Marie Curie (com o cotovelo na mesa) era a única mulher na Conferência de Solvay de 1911, sobre física, em Bruxelas.  À direita, no penúltimo lugar, Albert Einstein.
Marie Curie (com o cotovelo na mesa) era a única mulher na Conferência de Solvay de 1911, sobre física, em Bruxelas. À direita, no penúltimo lugar, Albert Einstein.
Marie Curie - A primeira mulher a ganhar o Prêmio Nobel - descoberta da raioatividade.
Marie Curie - A primeira mulher a ganhar o Prêmio Nobel - descoberta da raioatividade.

Texto para leitura 2 – A descoberta da radioatividade


Introdução

Quase todos já ouviram falar sobre a descoberta da radioatividade, que é um fenômeno pelo qual os núcleos atômicos sofrem transformações e emitem radiações, podendo, nesse processo, formar novos elementos químicos. Costuma-se dizer que esse fenômeno foi descoberto, acidentalmente, por Henri Becquerel, em 1896. Tudo aconteceu porque Becquerel guardou, em uma gaveta, um composto de urânio juntamente com uma chapa fotográfica, havendo depois revelado a chapa e notado nela os sinais da radiação.

A história não é bem assim. Dificilmente se poderia afirmar que Becquerel descobriu a radioatividade; e aquilo que ele de fato descobriu não foi fruto do acaso.

Este capítulo mostrará qual foi o trabalho de Becquerel, o longo e tortuoso caminho que levou à descoberta da radioatividade e discutirá as dificuldades de compreensão dos fatos que eram observados. Esse episódio é muito instrutivo, por mostrar claramente como as expectativas teóricas podem influenciar as próprias observações, levando o pesquisador a ver coisas que não existem.

A radiação dos corpos luminescentes

A descoberta dos raios X suscitou quase instantaneamente um grande número de trabalhos na Academia de Ciências de Paris, e foi a principal motivação para o trabalho inicial de Becquerel. Nesse sentido, destaca-se, em particular, a hipótese levantada por Poincaré [1], de que havia uma relação entre a emissão dos raios X e a fluorescência do vidro de que era feito o tubo de raios X. Nas suas próprias palavras:

"É, portanto, o vidro que emite os raios Roentgen, e ele os emite tornando-se fluorescente. Podemos nos perguntar se todos os corpos cuja fluorescência seja suficientemente intensa não emitiriam, além de raios luminosos, os raios X de Roentgen, qualquer que seja a causa de sua fluorescência. Os fenômenos não seriam então associados a uma causa elétrica. Isso não é muito provável, mas é possível e, sem dúvida, fácil de verificar". [2].

É a busca dessa relação entre fluorescência e raios X que irá levar aos estudos de Becquerel. Na verdade, de acordo com os nossos conhecimentos atuais, não existe relação direta entre a emissão de raios X e a luminescência. Mas é graças a essa pista falsa que muitas descobertas serão feitas...”

Leia mais:

 

Fonte:

http://www.if.ufrgs.br/tex/fis142/fismod/mod06/m_s02.html

 

Pergunta-desafio

Você vem acompanhando uma série de descobertas na área da Química. Existe um campo de estudos que está na base de todos estes fenômenos e descobertas. Pesquise, discuta com seus colegas e sugira que campo de estudo é este entre as três opções apresentadas:

a) alquimia;

b) eletricidade;

c) microscopia.

 

Resposta:  Entre em Gabarito T1 e T2