Painel 4 - Propriedades da matéria.

Quando pensamos em Química, a primeira ideia que nos vem à mente é a de um laboratório onde se realizam experiências químicas. Para que uma experiência química seja correta e possível, há uma única condição: as substâncias devem ser puras e a experiência matematicamente controlada.  A partir daí, podemos entender a importãncia das constantes químicas.

Tópico 1 – Propriedades da matéria

 

Ao estudarmos as propriedades da matéria, estamos analisando o critério de pureza de uma substância:

 

Uma substância é pura quando apresenta propriedades físicas constantes. Exemplo: água

Ponto de fusão = 0º C;

Ponto de ebulição = 100ºC;

Massa especifica = 1g/cm3

Uma substancia pura somente poderá ser desdobrada a partir de processos químicos.

 

Cadinho - material sendo triturado manualmente.
Cadinho - material sendo triturado manualmente.

Os corpos apresentam propriedades de três tipos:

  1. Gerais – todos os corpos as possuem.

  2. Funcionais – São as propriedades comuns a certos grupos de substâncias puras como ácidos, bases, sais e óxidos. São a chamadas funções químicas.

  3. Específicas – são as propriedades peculiares a cada substância. Dividem-se em:

> organolépticas

> físicas

> químicas

São variáveis de corpo para corpo.

 

Propriedades gerais da matéria.

Placa de Petri com agar
Placa de Petri com agar
  • Extensão – a matéria ocupa um lugar no espaço que corresponde ao seu volume, medido em m3 (metros cúbicos) ou litros (L).

 

  • Massa – é a quantidade de matéria que forma um corpo de um certo peso. Sua unidade padrão é o Kg (quilograma).

 

  • Inércia – é a tendência natural de os corpos manterem seu estado de repouso ou de movimento numa trajetória reta. Quanto maior a massa de um corpo, maior será sua inércia (maior resistência à mudança do seu estado de repouso ou de movimento).

 

  • Impenetrabilidade – dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo.

 

  • Compressibilidade – um corpo pode ter seu volume reduzido quando submetido à determinada pressão.

 

  • Elasticidade - é a capacidade de o corpo voltar ao seu estado inicial, uma vez cessada a compressão a que estava submetido.

 

  • Indestrutibilidade – a matéria não pode ser criada nem destruída, apenas transformada.

 

Um dos jogos mais espetaculares de tênis: Federer x Hewitt

Tópico 2 - Propriedades específicas da matéria.

 

São as propriedades presentes em cada substância pura.

 

Podem ser:

 

>> Propriedades gerais: massa, exdtensão, impenetrabilidade, divisibilidade, compressibilidade, elasticidade, conforme vimos.

 

>> Propriedades apresentadas por determinados grupos de substâncias, por exemplo, as propriedades funcionais: dos óxidos, ácidos, bases e sais.

 

>> Propriedades específicas: as apresentadas por cada substãncia pura e são:
        > Físicas (constantes físicas) – ponto de fusão, de solidificação, de      ebulição, etc.

 

       > Organolépticas – aquelas que conhecemos por nossos sentidos.

 

       > Químicas – aquelas que se relacionam com qualquer fenômeno químico, por exemplo, tipo de reação.

 

Cor, sabor, odor, brilho e textura. Experimente!
Cor, sabor, odor, brilho e textura. Experimente!
  • Propriedades organolépticas são as que impressionam nossos sentidos:

  1. cor;

  2. sabor;

  3. odor;

  4. brilho;

  5. textura.

 

Tópico 3 - Propriedades físicas.

São as que caracterizam as substâncias fisicamente e são dadas pelas constantes físicas de cada substância e por características adicionais:

 

  1. Ponto de fusão;

  2. Ponto de solidificação;

  3. Ponto de ebulição;

  4. Ponto de condensação;

  5. Dureza – resistência ao risco – Ex.: diamante.

     

Propriedades físicas melhor observadas em laboratório.

  1. Solubilidade – as substâncias podem se dissolver em suas partes constituintes quanto em contato com a água ou serem insolúveis, como o óleo e o grafite, por exemplo, em água.
  2. Densidade – massa de uma substância por sua unidade de volume: d = mV.
  3. Calor específico – é a quantidade de calor necessária ara elevar em 1o. C a temperatura de 1g de determinada substância. É expressa em cal/g.C.
  4. Condutibilidade – uma substância poderá ou não conduzir com maior ou menor facilidade calor e eletricidade.
  5. Magnetismo – é a propriedade de uma substância atrair outras que são ferromagnéticas.

 

Bem melhor num laboratório!
Bem melhor num laboratório!

Tópico 4 - Propriedades químicas.

São as que caracterizam quimicamente as substâncias puras:

> Quanto ao estado de agregação – a substância poderá ser sólida, liquida ou gasosa.

> Poderá ser inodora ou ter um cheiro ativo e identificável.

> Seu sabor poderá ser: salgado, doce, azedo ou ácido.

> Poderá ter ou não ter cor e o seu brilho poderá ter ser mais ativo ou menos ativo, mais ou menos opaco.

>Sabemos seu ponto de fusão e ebulição ao nível do mar a 1 atm.

> Conhecemos sua densidade e sua solubilidade - em água, álcool ou outro produto solúvel.

>Sabemos como reage com outras substâncias em meio solúvel e que produto é obtido em proporções fixas e constantes.

 

Pontos importantes na análise das substâncias puras:

 

  1. Combustão – capacidade das substâncias de reagirem ao oxigênio do ar.

  2. Hidrólise – capacidade de as substâncias se decomporem em suas partes constituintes, quando submetidas às reações químicas em presença de água.

 

Exercício

 

Pesquise, monte um grupo de trabalho, discuta e envie suas respostas ao seu professor.

 

Quais as propriedades gerais ou específicas dos seguintes corpos?

 

Correlacione as colunas:

 

  1. Diamante                                         ( ) a – substância pura composta

  2. Bolo de chocolate                          ( ) b - elasticidade

  3. Água                                                ( ) c – capaz de metabolizar alimentos

  4. Naftalina                                         ( ) d – salgado e de brilho vítreo

  5. Sal                                                    ( ) e – resistência média ao choque

  6. Papel                                               ( ) f - dureza

  7. Vinho                                               ( ) g – antioxidante e destilado de uva

  8. Bola de tênis                                  ( ) h – substância volátil

  9. Bola de gude                                  ( ) i – fenômeno irreversível

  10. Elefante                                           ( ) j – absorção de meio liquido

 

 

 

 

Entrar em Gabarito Ex-Painel 4

 

         Retornar à Área de Testes - Demos